O Ministério da Saúde registrou, nesta terça-feira, mais 600 mortes por covid-19 no Brasil, um recorde de notificação em apenas 24 horas, somando 7.921 vítimas fatais da pande
06/05/2020 11:18 em Geral

O Ministério da Saúde registrou, nesta terça-feira, mais 600 mortes por covid-19 no Brasil, um recorde de notificação em apenas 24 horas, somando 7.921 vítimas fatais da pandemia no país. Já são 114.715 as infecções por coronavírus notificadas, e 48.221 (42% do total) pessoas são consideradas recuperadas. Apesar do número mais elevado registrado até hoje num único dia, ainda é impossível determinar qual foi a data que registrou o pico de mortes no país, uma vez que ao menos 1.579 óbitos ainda estão sob análise. O secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Wanderson de Oliveira, fez questão de frisar que entre as 600 novas vítimas notificadas, 25 faleceram nesta terça-feira, 51 faleceram na segunda-feira e 48 morreram no último domingo.

Wanderson também reconheceu que o Brasil segue com problemas crônicos desde o começo da crise sanitária: ainda não testa de forma suficiente a população, tem um gargalo para processar os exames que faz e tampouco consegue centralizar os resultados de testes rápidos feitos por Estados e pela rede privada.

“Ainda não dá pra dizer quando chegaria o pico da crise. O isolamento social reduz a curva de casos. Ainda não sabemos em que data exata isso ocorrerá. O que posso dizer é que será entre maio, junho e julho, não tenho dúvida”, disse o secretário, que frisou a diferença de comportamento de contágio entre os Estados.

El Pais

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!